Sobre Nós

Estamos preparados para assessorá-lo em todo o processo de investimento de maneira abrangente, identificando o seu perfil, ajudando a definir objetivos, traçando estratégias e trabalhando com experiência, conhecimento e informação para identificar oportunidades e tomar boas decisões.

Leia Mais

São Paulo: Rua Princesa Isabel, 94 - Conjunto 32

contato@grupotaiga.com.br

Investimentos: (11) 3090-3983
Seguros: (11) 5542-9226

Fundo de Investimento em Renda Fixa DI Crédito Privado

Parece que você já leu sobre este fundo, não? Afinal já falamos sobre Fundos DI e Fundos de Crédito Privado. Pois bem, este fundo junta as duas estratégias com o objetivo de melhorar um pouco a rentabilidade de um Fundo DI sem uma exposição tão grande a crédito privado com risco mais elevado.

A regra segue a mesma: Um Fundo referenciado DI precisa alocar ao menos 80% do seu patrimônio em títulos do Tesouro Nacional ou Títulos classificados como de Baixo risco. Porém, este fundo pode alocar mais de 50% do seu patrimônio em Crédito Privado – desde que mais de 80% dos ativos do fundo sejam de baixo risco.

Este fundo busca mais performance ao optar por se expor mais a crédito privado, mas mantém um bom nível de risco, garantindo que ao menos 80% do patrimônio estará alocado em títulos de baixo risco.

O que esperar dele?

Espere que ele tenha uma rentabilidade próxima ao CDI ou até supere um pouco este índice e que você consiga resgatá-lo no mesmo dia. 

Quais as vantagens

Você busca um produto com rentabilidade um pouco superior à dos Fundos DI e não abre mão da liquidez? Ao mesmo tempo você não gostaria de se expor tanto a títulos de crédito privado mais arriscados? Esta pode ser uma boa opção.

Quais os riscos?

Você já sabe que ao menos 80% do patrimônio do fundo está alocado em papéis com uma segurança alta. Então o gestor pode usar no máximo 20% do patrimônio para comprar títulos mais arriscados e que pagam mais. Em linhas gerais estes fundos tem baixo risco. Mas eventualmente pode acontecer alguma marcação negativa, a exemplo do que acontece com os fundos de Crédito Privado.

Onde pode estar a pegadinha?

Se este tipo de fundo tiver uma rentabilidade superior aos 105% do CDI ele provavelmente está correndo um risco muito grande na parcela que ele tem liberdade. Este tipo de fundo não deve ter uma rentabilidade tão descolada do CDI.

E também não deve cobrar muito pela gestão. Bons fundos deste tipo não cobram mais do que 0,5% de taxa de administração.

O que eu posso considerar no lugar deste tipo de Fundo?

Este fundo está no meio do caminho entre os fundos Referenciados DI e os fundos de Crédito Privado. Então é natural que você se interesse por eles. Quer saber mais? Clique aqui e aqui

 

Ricardo Maia Mulder van de Graaf